Volta para a capa
Biografia
George Orwell

Eric Arthur Blair       

Nasceu em 21 de janeiro de 1903, em Bengala, Índia. Aos oito anos, retorna com seus pais (um funcionário britânico e uma francesa) à Inglaterra, onde passou a estudar num internato. Em 1917 entrou no Etton College, uma das mais tradicionais escolas inglesas, e teve como professor o escritor Aldous Huxley. Em 1922 retornou à Índia para trabalhar como policial imperial britânico durante cinco anos de formação na Birmânia. Por essa época adquiriu para toda a vida não apenas um ódio ao imperialismo, mas também uma profunda percepção da psicologia do opressor, que desenvolveu em dois clássicos ensaios: O abate de um elefante (1940) e Um enforcamento (1946). Voltou à Inglaterra em 1928, onde passou a viver precariamente, chegando até mesmo à mendicância. Vagueia por Londres e Paris até 1930. Seu primeiro livro – Na Pior em Paris e Londres (1933) – é um relato desse período. Em 1936, convencido dos ideais socialistas, foi para a Espanha e alistou-se na Brigada Internacional em apoio ao recém-eleito governo popular. Tal experiência resultou no segundo livro Lutando na Espanha (1938), que narra sua participação na Guerra Civil Espanhola. Não obstante ter usado antes o pseudônimo George Orwell, foi a partir da Espanha que se transformou realmente em Orwell. Na condição de jornalista durante a II Guerra Mundial, trabalhou como correspondente de guerra para a BBC de Londres. Em 1945 publicou A revolução dos bichos, uma sátira swiftiana sobre a Rússia stalinista, reconhecida até hoje como sua obra mais popular. No ano seguinte o livro foi publicado nos EUA e foi um acontecimento literário que ajudou a abrir os olhos do Ocidente de língua inglesa sobre a verdadeira natureza do regime soviético. Outro livro conhecido em todas a línguas é seu romance 1984 (1949), uma antiutopia ou sátira pessimista sobre a ameaça de tirania política no futuro. Um livro que se transformou em outro texto determinante da Guerra Fria. Não por acaso o primeiro uso dessa expressão, anotada pelo Oxford English Dictionary, veio de um artigo de George Orwell. Foi o escritor político mais influente do século 20, pois lutou com todas as forças contra três dragões: o imperialismo europeu, em especial o britânico; o fascismo, fosse italiano, alemão ou espanhol; e o comunismo. Orwell não é autor de muitos romances. Além dos citados, escreveu Dias na Birmânia (1934), A filha do reverendo (1935), Mantenha o sistema (1936), e Um pouco de ar, por favor! (1939), Why I write (1946) etc. Escreveu muitos artigos, publicados em importantes revistas européias e diversos ensaios, alguns dos quais foram organizados por Daniel Piza no livro póstumo Dentro da baleia e outros ensaios (2005). Orwell faleceu, na Inglaterra, em 25 de novembro de 1950.

- Por que escrevo?

- Onde escrevo?
- Política

- Relações Literárias